quinta-feira, 2 de abril de 2009

02 - Células-Tronco


http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/biologia/0010.html

No Brasil, em janeiro e em abril de 2005, foram realizadas, com sucesso, três micro-cirurgias reconstrutivas para a regeneração de nervos da mão e do braço de pacientes acidentados, com a utilização de suas próprias CT da medula óssea vermelha, retiradas dos ossos da bacia.

A técnica consiste na extração das CT, que depois são injetadas no interior de um fino tubo de silicone, aplicado para ligar as extremidades dos nervos seccionados. Estimuladas pelos tecidos locais, as CT se diferenciam e regeneram o segmento de nervo, restabelecendo, pelo menos parcialmente, as funções sensorial e motora da mão e do braço esquerdos.

Esse é apenas um dos muitos exemplos de terapia com o uso das CT de indivíduos adultos que, no entanto, têm menor potencial de diferenciação do que as CT embrionárias. Assim, a recente aprovação da lei para pesquisas com as CT embrionárias traz esperanças de maior sucesso na recuperação de pessoas acidentadas ou portadoras de alguns tipos de doenças.

TAREFA:

Justifique sua posição quanto ao uso de CT embrionárias:

Qual a diferença entre clonagem terapêutica e clonagem reprodutora?

Qual a diferença entre inseminação artificial e fertilização in vitro?


23 comentários:

Anônimo disse...

Nomes:Jony,Thiago,Marcelo,Gustavo
turma: 301

Na clonagem reprodutiva, o núcleo de uma célula adulta é introduzido no óvulo "vazio"- óvulo em que foi retirado o núcleo contendo material genético (DNA) - e transferido para um útero de aluguel, com a finalidade de gerar um feto geneticamente idêntico ao doador do material genético.
Na clonagem terapêutica, as células-tronco jamais serão introduzidas em algum útero. O DNA retirado de uma célula adulta do doador também é introduzido num óvulo "vazio", mas, depois de algumas divisões, as células-tronco são direcionadas no laboratório para fabricar tecidos idênticos aos do doador, tecidos que nunca serão rejeitados por ele.A clonagem terapêutica teria a vantagem de evitar rejeição se o doador fosse a própria pessoa. Seria o caso, por exemplo, de reconstituir a medula em alguém que se tornou paraplégico após um acidente ou para substituir o tecido cardíaco em uma pessoa que sofreu um infarto.


2)Na "fertilização in vitro":
1- são retirados óvulos do útero da mulher;
2- são intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador.
3- depois os ovulos são recolocados no útero da mulher;
4- e a gravidez segue seu curso normal.

Na "inseminação artificial";
1- os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero;
2- segue a gravidez normalmente.

Amanda disse...

Nomes: Jessika e Amanda
Turma:301

1) Somos a favor das CT embrionárias porque é uma fonte de esperança pra muitas pessoas, precisam de transplante, micro-cirurgias pra regeneração de alguns membros, etc.

2) A Clonagem Reprodutiva é pretendida para produzir uma duplicata de um indivíduo existente.
A Clonagem "Terapêutica" é um procedimento cujos estágios iniciais são idênticos a clonagem para fins reprodutivo, difere somente no fato do blastocisto não ser introduzido em um útero.

3) A inseminação artificial é usada quando a mulher tem um problema no colo do útero, e se coloca o espermatozóide diretamente na cavidade uterina da mulher. Na fertilização in vitro, a fecundação é feita fora do organismo. Essa técnica é usada por mulheres que fizeram ligamento de trompas.

Lynk disse...

Nomes: Fernando Damasceno, Iago Carboni
Turma: 301

Opinião: Com o maior aprimoramento da tecnologia, e novas descobertas, a medicina está avançando muito trazendo resultados cada vez maiores à nós. Somos a favor do uso de células-tronco para fins terapêuticos e reprodutores.

Resposta 1.
A clonagem reprodutiva humana, condenada por todos os cientistas, é a técnica pela qual pretende-se fazer uma cópia de um indivíduo. Nessa técnica, transfere-se o núcleo de uma célula, que pode ser uma célula de um adulto ou de um embrião, para um óvulo sem núcleo. Se o óvulo com esse novo núcleo começasse a se dividir, fosse transferido para um útero humano e se desenvolvesse, ter-se-ia uma cópia da pessoa de quem foi retirado o núcleo da célula.
A diferença fundamental entre os dois procedimentos é que:
1) Na transferência de núcleos para fins terapêuticos as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos;
2) A clonagem reprodutiva humana requer a inserção em um útero humano.


Resposta 2.
Na "fertilização in vitro":
1- São retirados óvulos do útero da mulher;
2- São intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador.
3- Depois os ovulos são recolocados no útero da mulher;
4- E a gravidez segue seu curso normal.

Na "inseminação artificial";
1- Os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero;
2- Segue a gravidez normalmente.

Aí podemos ver as diferenças de como o uso das técnicas está ajudando à muitas pessoas.

Anônimo disse...

Nomes: Jony,Thiago, Marcelo e Gustavo
turma: 301

A nossa opinião sobre as células-tronco é a seguinte:

Para salvarmos as pessoas necessitadas das células-tronco, temos, em alguns casos, sacrificar vidas que não se formaram completamente, ou seja, fetos.
Isso, de certa forma é errado, pois não podemos tirar a vida de quem nunca nasceu.Mas, porém, não podemos deixar de ajudar as pessoas que necessitam de órgãos ou quaisquer tipo de ajuda. Uma coisa leva a outra e vice versa.

Anônimo disse...

Nomes: Felipe Brunetta, José Edson
Turma: 301

1.Em relação as celulas tronco, existem dois pontos de vista, o lado bom é que as celulas tronco representam um grande avanço na medicina isso pode ajudar a salvar muitas vidas, porém para isso precisamos matar um embrião então é uma vida que estamos tirando e esse é o lado ruim.

2.Diferença entre clonagem reprodutora e clonagem terapeutica:

a)A Clonagem Reprodutiva é pretendida para produzir uma duplicata de um indivíduo existente.

b)A Clonagem "Terapêutica" é um procedimento cujos estágios iniciais são idênticos a clonagem para fins reprodutivo, difere somente no fato do blastocisto não ser introduzido em um útero.

3.Diferença entre inseminação artificial e fertilização in vitro:

a)A inseminação artificial é usada quando a mulher tem um problema no colo do útero, e se coloca o espermatozóide diretamente na cavidade uterina da mulher.

b)Na fertilização in vitro, a fecundação é feita fora do organismo. Essa técnica é usada por mulheres que fizeram ligamento de trompas.

Luis Fernando disse...

Renata, gabriele e cássia:
1.a gente acha certo se for de uma forma controlada porque, ajuda as pessoas se recuperarem muito mais rápido e com mais eficiência.

2.A clonagem reprodutiva humana, condenada por todos os cientistas, é a técnica pela qual pretende-se fazer uma cópia de um indivíduo. Nessa técnica, transfere-se o núcleo de uma célula, que pode ser uma célula de um adulto ou de um embrião, para um óvulo sem núcleo. Se o óvulo com esse novo núcleo começasse a se dividir, fosse transferido para um útero humano e se desenvolvesse, ter-se-ia uma cópia da pessoa de quem foi retirado o núcleo da célula.
A diferença fundamental entre os dois procedimentos é que:
Na transferência de núcleos para fins terapêuticos as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos;
A clonagem reprodutiva humana requer a inserção em um útero humano.

3.Na "fertilização in vitro":
são retirados óvulos do útero da mulher; são intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador. Depois os ovulos são recolocados no útero da mulher,e a gravidez segue seu curso normal.

Na "inseminação artificial":
os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero;segue a gravidez normalmente.

Gabriela Manito disse...

Nomes: Gabriela Manito e Fernanda Caminha
Turma: 301
Nós somos a favor, porque é um modo de salvar vidas com algo que irá ser tocado fora, que vai ficar sem serventia alguma. Pessoas em estado terminal tem uma última esperança de viver.

1) Na clonagem reprodutiva, este óvulo, agora com o núcleo da célula somática, tem de ser inserido em um útero, como aconteceu com a Dolly. No caso da clonagem humana, a proposta seria retirar o núcleo de uma célula somática, que teoricamente poderia ser de qualquer tecido de uma criança ou adulto, inserir esse núcleo em um óvulo e implantá-lo em um útero, se esse óvulo se desenvolver, teremos um novo ser com as mesmas características físicas da criança ou adulto de quem foi retirada a célula somática. Já na clonagem terapêutica, muitas vezes confundida com terapia celular, é a transferência de núcleos de uma célula para um óvulo sem núcleo. Ela nada mais é do que um aprimoramento das técnicas hoje existentes para culturas de tecidos, que são realizadas há décadas.
A grande vantagem é que, ao transferir o núcleo de uma célula de uma pessoa para um óvulo sem núcleo, esse novo óvulo ao dividir-se gera, em laboratório, células potencialmente capazes de produzir qualquer tecido.

2) A inseminação intra-uterina ou inseminação artificial, utiliza-se em casos em que os espermatozóides não conseguem atingir as trompas. Consiste em transferir, para a cavidade uterina, os espermatozóides previamente recolhidos e processados com a selecção dos espermatozóides morfologicamente mais normais e móveis, e na fertilização in vitro, o bebê pode ser filho biológico da mulher em gravidez ou fruto do óvulo de outra mulher previamente fertilizado e implantado no útero. A barriga de aluguel tornou-se um negócio rentável no Brasil, apesar de proibido.

paty disse...

paty turma: 301
Resposta da questao 1:
Acho a CT embrionária uma das melhores descobertas da medicina, porque com ela as pessoas que necessitam podem ter uma esparança a mais.

Resposta da questão 2:
clonagem terapêutica=é a transferência de núcleos de uma célula para um óvulo sem núcleo.A grande vantagem é que, ao transferir o núcleo de uma célula de uma pessoa para um óvulo sem núcleo, esse novo óvulo ao dividir-se gera, em laboratório, células potencialmente capazes de produzir qualquer tecido. Isso abre perspectivas fantásticas para futuros tratamentos, porque hoje só é possível cultivar em laboratório células com as mesmas características do tecido de onde foram retiradas.

Já a clonagem reprodutora:

A Clonagem Reprodutiva é pretendida para produzir uma duplicata de um indivíduo existente. É utilizada a técnica chamada de Transferência Nuclear (TN): Baseia-se na remoção do núcleo de um óvulo e substituição por um outro núcleo de outra célula somática. Após a fusão, vai havendo a diferenciação das células Após cinco dias de fecundação, o embrião agora com 200 a 250 células, forma um cisto chamado blastocisto. É nesta fase que ocorre a implantação do embrião na cavidade uterina. O blastocisto apresenta as células divididas em dois grupos: camada externa (trofoectoderma), que vai formar a placenta e o saco amniótico; e camada interna que dará origem aos tecidos do feto. Após o período de gestação surge um indivíduo com patrimônio genético idêntico ao do doador da célula somática.

paty disse...

Paty T: 301
Resposta da questao 3:
Na fertilização in vitro, a fecundação é feita fora do organismo. Essa técnica é usada por mulheres que fizeram ligamento de trompas.

Na "fertilização in vitro":
são retirados óvulos do útero da mulher; são intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador. Depois os ovulos são recolocados no útero da mulher,e a gravidez segue seu curso normal.

Fabi disse...

T: 301, Fabiane e Ariane
Justifique sua posição quanto ao uso de CT embrionárias:
Somos a favor do uso da célula tronco na cura de doenças, como o mal de Alzheimer, leucemia, mal de Parkinson e até mesmo diabetes. Mas depois que os cientistas fizerem todos os testes necessários para que o resultado do uso desta célula seja benéfico, para quem precisar desse metódo pra ter uma vida melhor. Através do método da clonagem terapêutica, várias lesões e doenças degenerativas seriam resolvidas. Tecidos, músculos, nervos e até mesmo órgãos poderão, em breve, ser reconstituídos com a aplicação deste tipo de tratamento, combatendo diversas doenças crônicas.

Qual a diferença entre clonagem terapêutica e clonagem reprodutora? Ambas as clonagens tem os estágios iniciais idênticos, o que difere uma da outra, é que na clonagem 'terapêutica' não introduz os blastocistos em um útero. Eles são utilizados em laboratório para a produção de células-tronco (totipotentes) a fim de produzir tecidos ou órgão para transplante.

Qual a diferença entre inseminação artificial e fertilização in vitro? Na inseminação artificial retiram os óvulos o útero da mulher, injetam neles os espermatozóides do marido ou doador, os óvulos são recolocados no útero da mulher e a gravidez segue normalmente. Enquanto na inseminação artificial, os espermatozóides são injetados diretamente no óvulo dentro do útero e também segue normalmente a gravidez.

Gabriela disse...

Nome:Gabriela Lopes
Turma:302

1)Sou a favor do uso de Celulas tronco na cura de doenças, é uma nova esperança ao mundo na cura de doenças como a diabetes que nao nao tem cura no momento e exige um tratamento rigoroso.
2) Clonagem terapêutica: é a transferência de núcleos de uma célula para um óvulo sem núcleo. A vantagem é que, ao transferir o núcleo de uma célula de uma pessoa para um óvulo sem núcleo, esse novo óvulo ao se dividir gera, em laboratório, células potencialmente capazes de produzir qualquer tecido.

Clonagem reprodutiva: nessa técnica, transfere-se o núcleo de uma célula, que pode ser uma célula de um adulto ou de um embrião, para um óvulo sem núcleo. Se o óvulo com esse novo núcleo começasse a se dividir, fosse transferido para um útero humano e se desenvolvesse, ter-se-ia uma cópia da pessoa de quem foi retirado o núcleo da célula.
A diferença fundamental entre os dois procedimentos é que:
a) Na transferência de núcleos para fins terapêuticos as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos;
b) A clonagem reprodutiva humana requer a inserção em um útero humano.

3) Inseminação artificial consiste em colocar o espermatozóide dentro do útero simplesmente. É uma técnica que hoje tem sido menos usada, porque não tem sentido fazer inseminação porque o sêmen é ruim, não vai melhorar fazendo uma preparação no laboratório e talvez não chegue a ser tão bom quanto o muco cervical da mulher.

A fertilização in vitro consiste em poder tirar os óvulos do ovário da mulher, levar ao laboratório, encontrar com os espermatozóides e injetar dentro do óvulo, formar o embrião e devolvê-lo pronto ao útero.

Luciane Nicola disse...

302 - Anelise
Na clonagem reprodutiva, o núcleo de uma célula adulta é introduzido no óvulo "vazio"- óvulo em que foi retirado o núcleo contendo material genético (DNA) - e transferido para um útero de aluguel, com a finalidade de gerar um feto geneticamente idêntico ao doador do material genético.
Na clonagem terapêutica, as células-tronco jamais serão introduzidas em algum útero. O DNA retirado de uma célula adulta do doador também é introduzido num óvulo "vazio", mas, depois de algumas divisões, as células-tronco são direcionadas no laboratório para fabricar tecidos idênticos aos do doador, tecidos que nunca serão rejeitados por ele.A clonagem terapêutica teria a vantagem de evitar rejeição se o doador fosse a própria pessoa. Seria o caso, por exemplo, de reconstituir a medula em alguém que se tornou paraplégico após um acidente ou para substituir o tecido cardíaco em uma pessoa que sofreu um infarto.


2)Na "fertilização in vitro":
1- são retirados óvulos do útero da mulher;
2- são intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador.
3- depois os ovulos são recolocados no útero da mulher;
4- e a gravidez segue seu curso normal.

Na "inseminação artificial";
1- os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero;
2- segue a gravidez normalmente.

vi disse...

Nome: Vitória Alves
Turma: 302

1) Sou a favor dessa evolução nas pesquisas e tratamentos de doenças. Não penso que as células tronco possam ser consideradas uma vida, mas podem salvar muitas se usadas com a ética que essas pesquisas poderão oferecer.

2)A clonagem terapêutica visa implantar células-tronco embrionárias, por exemplo, em uma célula sem núcleo, e "transformá-la" em possíveis soluções para órgãos com problemas já que essas células possuem o que dentro da genética chamamos de Totipotência, que é o potencial da célula de se transformar em qualquer célula de qualquer parte do corpo. Essa clonagem não visa ser implantada e nem fecundada para formar novo individuo.
Já a Clonagem reprodutiva é exatamente criar um pessoa, por exemplo, a partir de outro existente, sendo exatamente igual em termos genéticos (DNA) mas não necessariamente a fisionomia.

3)Fertilização in vítreo o médico pega o óvulo e o espermatozóide fecunda in vitro e depois põe no útero da mulher.
Inseminação artificial o médico pega o espermatozóide e põe dentro do útero da mulher.

Anônimo disse...

Maíne e Vinicius - Turma 302
1- Somos a favor do uso de células tronco embrionárias em pesquisas, pois há muitas vidas a serem salvas com os resultados delas.
Sempre haverá quem se aproveite das mais variadas situações para obter lucro e benefícios particulares, porém, acreditamos que isso não seja motivo para que tais pesquisas sejam proibidas, pois iria prejudicar as boas intenções, juntamente com as más.


2- Diferença entre Clonagem Terapêutica e Clonagem Reprodutora:
A clonagem reprodutiva humana, condenada por todos os cientistas, é a técnica pela qual pretende-se fazer uma cópia de um indivíduo. Nessa técnica, transfere-se o núcleo de uma célula, que pode ser uma célula de um adulto ou de um embrião, para um óvulo sem núcleo. Se o óvulo com esse novo núcleo começasse a se dividir, fosse transferido para um útero humano e se desenvolvesse, ter-se-ia uma cópia da pessoa de quem foi retirado o núcleo da célula.
-A diferença fundamental entre os dois procedimentos é que:
1) Na transferência de núcleos para fins terapêuticos as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos;
2) A clonagem reprodutiva humana requer a inserção em um útero humano.


3- Diferença entre Inseminação Artificial e Inseminação in vitro:
-A inseminação artificial ou inseminação intra-uterina (IIU) é a injeção de espermatozóides do marido dentro do útero da mulher. Espera-se que os espermatozóides injetados "nadem" livremente pelo sistema genital feminino e cheguem às tubas uterinas onde vão fecundar o óvulo.

-A fertilização in vitro, muitas vezes denominada "Bebê de Proveta", deve-se ao fato da fecundação do óvulo pelo espermatozóide ocorrer fora do corpo, em laboratório, ou seja, in vitro. Os embriões resultantes da fertilização in vitro são transferidos para o útero aproximadamente 72 horas após a captação de óvulos.

Anônimo disse...

NOME:Andre,Anderson B.M.,Amanda e Guilherme

1. A clonagem terapêutica implanta celulas-tronco embrionarias, por exemplo, em uma celula sem nucleo, e transforma em possíveis soluções para orgãos com problemas.Essa clonagem não implantada e nem fecundada para formar novo individuo.
Ja a Clonagem reprodutiva é exatamente criar um pessoa, por exemplo, a partir de outro existente, sendo exatamente igual em termos geneticos mas não necessariamente a fisionomia.
RESUMINDO:A terapeutica é para fins terapeuticos como orgãos, tecidos etc. Ja a reprodutiva é o embrião humano, clonagem animal.

2.Fertilização in vítreo o médico pega o ovulo e o espermatozoide fecunda in vitro e depois põe no utero da mulher.
Inseminação artificial o medico pega o espermatozóide e põe dentro do utero da mulher. RESUMINDO:A fertilização in vitro é feita em um tubo, ja a inseminação artifcial é feita atraves do proprio utero, so que não pelo orgão masculino e sim por um aparelho.

Anônimo disse...

NOME:Andre,Anderson B.M.,Amanda e Guilherme
TURMA:302
1. A clonagem terapêutica implanta celulas-tronco embrionarias, por exemplo, em uma celula sem nucleo, e transforma em possíveis soluções para orgãos com problemas.Essa clonagem não implantada e nem fecundada para formar novo individuo.
Ja a Clonagem reprodutiva é exatamente criar um pessoa, por exemplo, a partir de outro existente, sendo exatamente igual em termos geneticos mas não necessariamente a fisionomia.
RESUMINDO:A terapeutica é para fins terapeuticos como orgãos, tecidos etc. Ja a reprodutiva é o embrião humano, clonagem animal.

2.Fertilização in vítreo o médico pega o ovulo e o espermatozoide fecunda in vitro e depois põe no utero da mulher.
Inseminação artificial o medico pega o espermatozóide e põe dentro do utero da mulher. RESUMINDO:A fertilização in vitro é feita em um tubo, ja a inseminação artifcial é feita atraves do proprio utero, so que não pelo orgão masculino e sim por um aparelho.

dessa disse...

Nome:Andressa Silva Eidt Turma:302

As técnicas que envolvem células tronco, são um avanço na medicina atual. As pesquisas realizadas dão esperanças a quem precisa reconstituir uma parte do corpo ou os movimentos. Utilizar as células embrionárias que, guardadas, não gerariam vida alguma, é necessário é nao mata nenhum indiviuo! É como doar órgãos de uma pessoa com morte encefálica, em ambos os casos as técnicas são necessárias e salvam vidas.

1)a- A clonagem terapeutica consiste na tranferencia de um núcleo de uma célula para um óvulo sem núcleo. O objetivo principal dessa técnica é reproduzir tecidos ou órgaos.

b- Na clonagem reprodutiva, a tranferencia de núcleos é a mesma, porém, essa nova célula é introduzida em um útero com o fim de reproduzir um ser identico ao doador.

2) a- Na inseminação artificial, o espermatozóide é diretamente introduzido no útero da mulher. Essa técnica é utilizada quando o casal tem dificuldade em ter filhos ou quando ha infertilidade masculina.

b- Na inseminação in vitro a fecudanção do óvulo é feito fora do corpo da mulher, após disso o embrião é introduzido no útero. Essa técnica gera os conhecidos "bebes de proveta". É utilizada quando as tubas uterinas da mulher nao funcionam completamente.

Anônimo disse...

Gabriela Rossini
turma 302

1)sim, sou a favor celula tronco pois ela é uma esperaça a mais para as pessoas que sofrem de doenças graves como a diabetes que por enquanto nao tem uma cura.

2) A clonagem reprodutiva humana, condenada por todos os cientistas, é a técnica pela qual pretende-se fazer uma cópia de um indivíduo. Nessa técnica, transfere-se o núcleo de uma célula, que pode ser uma célula de um adulto ou de um embrião, para um óvulo sem núcleo. Se o óvulo com esse novo núcleo começasse a se dividir, fosse transferido para um útero humano e se desenvolvesse, teria uma cópia da pessoa de quem foi retirado o núcleo da célula.

A diferença fundamental entre os dois procedimentos é que:

a) Na transferência de núcleos para fins terapêuticos as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos;

b) A clonagem reprodutiva humana requer a inserção em um útero humano.


3) Na "fertilização in vitro":
a- são retirados óvulos do útero da mulher;
b- são intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador.
c- depois os ovulos são recolocados no útero da mulher;
d- e a gravidez segue seu curso normal.

Na "inseminação artificial";
a- os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero;
b- segue a gravidez normalmente.

disse...

Fernanda 302

1) Sou a favor da célula tronco na cura de doenças, pois salva muitas vidas, mesmo sendo muito atual essa maneira de se tratar uma doença já vem salvando muitas vidas.


2) Na clonagem terapêutica, as células-tronco jamais serão introduzidas em algum útero. O DNA retirado de uma célula adulta do doador também é introduzido num óvulo "vazio", mas, depois de algumas divisões, as células-tronco são direcionadas no laboratório para fabricar tecidos idênticos aos do doador, tecidos que nunca serão rejeitados por ele. A clonagem terapêutica consiste na transferência de um núcleo de uma célula para um óvulo sem núcleo. O objetivo principal dessa técnica é reproduzir tecidos ou órgãos.
E nessa clonagem as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos.

A clonagem reprodutiva requer a inserção em um útero humano, pois a transferência de núcleos é a mesma, porém, essa nova célula é introduzida em um útero com o fim de reproduzir um ser idêntico ao doador.


3) Na Fertilização in vitro a fecundação do óvulo é feito fora do corpo da mulher, pois são retirados óvulos do útero da mulher, logo em seguida são injetados neles os espermatozóides do marido ou doador, depois os óvulos são recolocados no útero da mulher e a gravidez segue seu curso normal.

Na Inseminação Artificial os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero e depois segue a gravidez normalmente. Isso acontece quando o casal tem dificuldade de ter filhos.

Lelé disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lelé disse...

Nome: Jacson e Wellington
Turma: 302

Na nossa posição, não estamos nem a favor nem contra o uso de CT embrionárias. Porque achamos injusto ter que matar um embrião para poder ajudar uma pessoa, mas as células tronco representam um grande avanço na medicina, o que é muito bom.

1) A Clonagem Reprodutiva tem como intenção, produzir uma cópia de um indivíduo existente.
A Clonagem Terapêutica é um procedimento cujos estágios iniciais são idênticos a clonagem para fins reprodutivo, difere somente no fato do blastocisto não ser introduzido em um útero.

Na inseminação artificial;
1- Os espermatozóides do marido ou doador são injetados diretamente no óvulo dentro do útero;
2- Segue a gravidez normalmente.

Na fertilização in vitro:
1- São retirados óvulos do útero da mulher;
2- São intejados neles os esmpermatozóides do marido ou doador.
3- Depois os ovulos são recolocados no útero da mulher;
4- E a gravidez segue seu curso normal.

bage disse...

Nome: Anderson Eberts
Turma: 302

1)Em relação à celula tronco, na minha opinião acho que o uso da CT para salvar vidas é um avanço na medicina encrivel, pois podem salvar muitas vidas, mas para que isso aconteça terão que matar o embrião Que tambem pode ser considerado um ser vivo. Nesse caso acho que tem o lado bom que é salvar a vida de um ser humano e o lado ruim que é matar o embrião que tambem pode ser considerado um ser vivo.

2)diferença entre clonagem reprotutora e clonagem terapeutica :

A)A clonagem reprodutiva é um metodo para reproduzir uma duplicata de um individuo ja existente.
B)A reprodução terapeutica no seu inicio é identica a clonagem reprodutiva, mas a deferença é que o blatocistos não serem introduzidos dentro do utero.

3)Na fertilização por vitro: nesse caso é retirado os ovulos do utero da mulher, logo depois são injetados os espermatozoides do marido ou de um provalver doador, depois disso é recolocado os ovulos no utero da mulher, e a gravidez segue normalmente no seu curso.
Na fertilização artificial: Os espermatozoides do marido ou ate mesmo de um doador são entrouduzidos no ovulo dentro do utero, e depois disso a gravides pode seguir normalmente, esse caso é mais especifico nos casais que tem uma pequena dificuldade em terem filhos.

Anônimo disse...

Vnícius- Turma 302
1) Sou a favor do uso da célula tronco, pois éuma esperança a mais para quem está doente; um grande avanço na medicina, que tem por objetivo procurar soluções novas em benefícios das pessoas.
2) - Clonagem Reprodutiva: o núcleo de uma célula adulta é introduzido no óvulo "vazio" e transferido para um útero de aluguel, com a finalidade de gerar um feto geneticamente idêntico ao doador do material genético.
- Clonagem Terapêutica: as células-tronco jamais serão introduzidas em algum útero. O DNA retirado de uma célula adulta do doador também é introduzido num óvulo "vazio", mas, depois de algumas divisões, as células-tronco são direcionadas no laboratório para fabricar tecidos idênticos aos do doador, tecidos que nunca serão rejeitados por ele.
3)- A inseminação artificial ou inseminação intra-uterina é a injeção de espermatozóides do marido dentro do útero da mulher. Espera-se que os espermatozóides injetados "nadem" livremente pelo sistema genital feminino e cheguem às tubas uterinas onde vão fecundar o óvulo.
- Uma das mais conhecidas é a fertilização in vitro convencional,nesse processo vários óvulos são coletados da mulher.Cada óvulo é imerso num recipiente de plástico inerte especial contendo meio de cultura e 50 a 100 mil espermatozóides. Somente um desses espermatozóides irá fecundar o óvulo.